14 9 9779-7477
8 passos para fazer um inventário de estoque

8 passos para fazer um inventário de estoque

  • Category: Estoque
  • Date: 14-08-2019

O controle do estoque é extremamente importante para a organização de qualquer empresa, seja ela uma indústria, um grande supermercado ou uma pequena loja de bairro. Devido à grande variedade dos produtos comercializados pelo varejo, é fundamental saber com precisão aquilo que não está e aquilo que está vendendo muito mais.

A importância do inventário de estoque

O inventário de estoque nada mais é do que a contagem, a identificação e a classificação em diferentes categorias de todo e qualquer produto disponível na loja. Também conhecido como balanço de estoque, é uma ferramenta importante, por meio da qual é possível encontrar e analisar os erros do estoque.

Ao confrontar os dados coletados no inventário com aqueles fornecidos pelo seu sistema de gestão da loja, é muito mais simples entender onde estão os gargalos e o que é possível fazer para corrigir os erros.

Por mais que hoje em dia sejam utilizados sistemas de alta tecnologia, é muito importante ter um conhecimento de perto do estoque da sua loja. Dessa forma, é possível evitar perdas e furtos, por exemplo, com muito mais controle. Confira agora nossas dicas para um bom inventário de estoque!

1. Escolha o melhor horário para realizar o balanço de estoque

O inventário de estoque é uma atividade trabalhosa, que demanda tempo e concentração dos funcionários envolvidos. Por isso, é fundamental que ele seja feito em um horário de menor movimentação. Sem contar que qualquer venda durante o inventário inviabiliza a contagem, uma vez que a comercialização de produtos altera os números de estoque.

As grandes lojas do varejo sempre fecham suas portas para realizar o inventário de seus estoques. Por que não fazer igual? Fins de semana ou feriados mais extensos podem ser ótimos momentos para um inventário ser feito o mais rápido possível.

2 . Organize o espaço

Realizar um balanço de estoque significa movimentar e verificar cada produto da sua loja. Por isso, manter um espaço organizado e limpo é uma ótima maneira de evitar confusões e perder a contagem dos produtos.

Caso o espaço da sua loja permita, aproveite para realizar o inventário movimentando os produtos em estoque, separando-os por categorias alocadas em espaços distintos. Você pode aproveitar esse processo para, também, realizar uma limpeza no estoque, já que terá acesso a espaços antes ocupados pelos produtos.

3 . Identifique suas categorias

Como citamos anteriormente, uma das atividades incluídas no inventário de estoque é a categorização dos produtos da sua loja. E se você vai adotar esse tipo de estratégia organizada, é fundamental identificar com clareza cada uma das categorias de produtos e seus respectivos espaços.

Prateleiras ou mesmo espaços delimitados no chão devem ser identificados de forma bem clara, evitando assim que a contagem dos produtos seja prejudicada.

4 . Faça a contagem de maneira atenta

Ao realizar qualquer tipo de contagem e identificação de objetos, nunca é demais ser cuidadoso. Muitos estoques têm seus produtos armazenados em caixas. Assim, antes de assumir que todas as caixas estão cheias, identifique visualmente cada uma delas para, então, prosseguir com a contagem.

Qualquer erro de identificação nesse sentido pode levar você a um resultado errôneo.

5 . Reconte, se possível

Todo mundo está sujeito a errar em algum momento. No inventário de estoque, trabalha-se com uma contagem exaustiva de vários produtos diferentes, o que pode resultar em erros básicos. Por isso, caso seja possível, faça uma recontagem minuciosa.

Essa dica é ainda mais importante para aqueles negócios menores, onde o procedimento de dupla contagem é mais fácil de ser feito.

6 . Identifique os produtos visualmente

Você pode lançar mão de vários recursos visuais para identificar seus produtos. Etiquetas coloridas, por exemplo, são uma ótima maneira de classificar aqueles produtos que já passaram pela contagem.

O inventário de estoque é uma atividade que precisa ser feita regularmente. Por isso, a utilização de etiquetas coloridas pode ser feita também para identificar quando os produtos passaram por um inventário. Cada cor pode corresponder, por exemplo, a um mês de contagem.

Afinal de contas, muitos produtos passam meses em estoque sem serem tocados e essa identificação pode facilitar inventários posteriores.

7 . Use códigos de barras

Os códigos de barras são tecnologias simples e muito poderosas. Identificam de forma única cada um dos produtos por meio de uma sequência numérica (e de barras, obviamente) que não se repete dentro da sua loja ou mercado de atuação.

Caso você opte por não utilizar os códigos de barras nativos de cada produto, é possível usar etiquetas adesivas com códigos específicos para cada um, facilitando assim a inserção dos mesmos para os itens comercializados no seu negócio.

8 . Controle o seu inventário de estoque

Por fim, o último passo (e um dos mais importantes!) é atualizar e controlar o histórico de inventários de estoque. Caso você tenha uma planilha ou utilize um sistema, mantê-los atualizados é fundamental para evitar qualquer tipo de erro durante o processo.

Aproveite esse momento para, também, buscar por erros ou anomalias nas contagens anteriores em comparação com a última. Nessa hora, é possível identificar qualquer tipo de perda, roubo ou inconsistências no estoque. Não deixe também de quantificar as perdas ou devoluções, além das compras não registradas.

Uma das chaves para o sucesso de qualquer negócio e, principalmente, das lojas de varejo, é conhecer bem tudo aquilo que está sendo comercializado. Além disso, saber exatamente como estão as vendas e quais as necessidades de reposição de estoque ajudam a atender com mais agilidade as demandas do público.

Por isso, saber como fazer um inventário de estoque é essencial para qualquer tipo de loja, independentemente do seu nicho de atuação. Essa atividade pode demandar um tempo que muitas vezes é valioso, mas no fim se prova importante, já que nunca é demais investir em organização e controle do próprio negócio.
 

Matéria completa

Share This

Comments